p9p25p320p471 Para mais informação As drogas são um dos temas que pais e educadores sentem como sendo difíceis de serem explicados e falados. As drogas são um dos temas que pais e educadores sentem como sendo difíceis de serem explicados e falados. Mas, apesar deste sentimento, falar de drogas poderá não ser difícil.

Com estes “conselhos para pais” pretendemos oferecer algumas dicas que eventualmente o possam auxiliem na reflexão sobre o tema.

Porque razão fugir às questões quando a droga é um tema abordado e debatido diariamente no nosso quotidiano?  

Quando as questões consideradas difíceis, como as drogas e o álcool, são faladas desde que o entendimento e a curiosidade as suscitam, a comunicação torna-se mais fácil e confortável, tornando-as parte integrante do diálogo sobre o quotidiano de todos nós. É também conversando sobre questões “difíceis” que os jovens percebem que podem falar e confiar, adquirem segurança e se dão a conhecer. Os pais podem, por sua vez, expressar as suas opiniões, mostrar quais as suas posições acerca dos temas e aprender a conhecer melhor os seus filhos.

Como surgem os consumos?

Muitos pais não entendem porque razão têm os jovens curiosidade pelas drogas ou sentem atracção pelo risco. Estão seguros que só consome drogas quem tem problemas. No entanto, outros motivos podem conduzir os jovens a interessar-se por drogas:
- Curiosidade
- Desejo de viver outras experiências
- Desejo de testar limites e transgredir regras
- Pressão dos pares
- Desafio à autoridade
- Desejo de afirmação
- Informação incorrecta ou ausência de informação

É importante saber a diferença entre o uso das substâncias e o seu abuso. Do mesmo modo é fundamental responsabilizar o jovem pelas consequências das suas decisões. Cabe aos pais facilitar este sentimento de responsabilidade pelos próprios actos desde a infância.

A experimentação de drogas e álcool é vulgar, não constituindo necessariamente um sinal de perigo. O abuso regular e repetido é já mais grave e precisa de apoio.

Como abordar o assunto?

Siga o ritmo do seu filho, facilitando progressivamente e desde muito cedo, o diálogo e abrindo portas para o futuro. Por vezes o que é mais importante para nós não o é para o jovem; grandes discursos sobre drogas não significam esclarecimento, confiança ou responsabilização. Responda de forma simples, clara e concreta, expondo sempre quais os seus pontos de vista e tentando perceber quais os do seu filho

E se eu estou a cometer erros?

Todos nós, pais e educadores, cometemos já o erro de evitar uma pergunta ou de não saber lidar com a situação naquele momento preciso. Mas não é por uma má experiência que se compromete toda uma relação que se vem estabelecendo. O ideal será assumir a dificuldade: “eu agora não consigo responder a essa pergunta mas voltamos a falar mais tarde”. Desta forma, o jovem percebe que a sua pergunta não cai no esquecimento e que existe abertura para falar sobre drogas. Estabelecer uma boa base de confiança é essencial para que crianças e adolescentes se sintam seguros de que podem confiar em si.

Mas o meu filho não parece precisar de ajuda e não faz perguntas...

Por vezes, os pais parecem pouco disponíveis para ouvir e, por isso, inconscientemente, desencorajam as perguntas.

Estar disponível para falar sobre drogas significa:

· Não exprimir visões extremistas nem juízos de valor nos assuntos controversos e “difíceis”;
· Não ter preconceitos face à idade e ao género (por exemplo: “não tens idade para falar sobre isso”,…);
· Mostrar-se disponível para responder às questões tanto em termos de tempo como de atitude;
· Encorajar a discussão, iniciando-a de forma descontraída, tornando o assunto casual;
· Tolerar a diferença;
· Ser honesto sobre o nível do seu conhecimento e não ter receio de indicar outras fontes de conhecimento, no caso de não conseguir responder às perguntas;
· Estar preparado para apoiar o desejo de saber do seu filho, mesmo que para isso tenha de enfrentar o ridículo ou a oposição de outros adultos;
· Respeitar a privacidade do seu filho em todas as suas formas;
· Não divulgar informações confidenciais, quando partilhadas pelo seu filho.

Pistas para o diálogo
· Ver e discutir em conjunto programas de televisão ou filmes;
· Discutir casualmente reportagens, notícias e entrevistas;
· Deixar livros ou folhetos espalhados pela casa;
· Visitar livrarias, percebendo quais as áreas de interesse do seu filho e fazendo uma pesquisa conjunta;
· Incentivar os seu filho a programar saídas conjuntas;
· Incentivar o seu filho a ter uma participação activa em actividades sócio-culturais.

Estar atento

Podem existir pequenas alterações no comportamento do seu filho, a que deve estar atento:
· Instabilidade emocional, momentos de grande passividade alternados com outros de grande agressividade;
· Isolamento e secretismo;
· Desinteresse e desmotivação em relação às actividades escolares, profissionais, desportivas, …
· Quebra de rendimento escolar ou profissional;
· Faltas e/ou atrasos frequentes na escola e/ou no emprego.
· Dispersão, dificuldade de concentração, de memória ou de raciocínio;
· Insistentes pedidos de dinheiro e frequentes desculpas sobre objectos “perdidos” ou “roubados”;
· Posse de objectos estranhos: filtros de cigarro, mortalhas, pratas queimadas, tubos de papel chamuscado, colheres queimadas, comprimidos.

No entanto, alguns destes “sinais”  podem estar associados à vivência de situações particulares, não significando necessariamente consumo de drogas. É preciso compreendê-los no contexto em que ocorrem. Procure conversar com o seu filho sem entrar em pânico ou tirar conclusões precipitadas.

Consumos, como actuar?

Esteja atento – se o seu filho nunca falou sobre drogas consigo, dificilmente assumirá o consumo.
1) Não dramatize;
2) Não ameace;
3) Mostre que notou uma mudança no seu comportamento;
4) Fale abertamente com o seu filho sem acusações ou culpas;
5) Procure ajuda.
Tente perceber o que se passa e se os consumos se confirmarem tente perceber qual o seu significado e a sua periodicidade, e se achar por bem poderá sempre recorrer a uma ajuda especializada .
1 data 04-06-2004 12:13:09 142258389 sim sim