p6p17p326p362 I ENCONTRO DE TÉCNICOS DE PREVENÇÃO PRIMÁRIA Técnicos do IDT e da Saúde vão trabalhar em articulação Conclusões

Técnicos do IDT e da Saúde vão trabalhar em articulação

PMP têm-se revelado como eficaz meio de Prevenção Primária


O I Encontro de Técnicos de Prevenção Primária do Instituto da Droga e da Toxicodependência que decorreu nos dias 11 e 12 de Dezembro no Centro Cultural Casapiano, em Lisboa, resultou numa excelente oportunidade de trabalho e de troca de ideias e experiências entre técnicos no âmbito da estratégia de prevenção primária estabelecida pelo IDT até finais de 2004.

Com este Econtro pretendeu-se avaliar toda a estratégia desenvolvida na áera da Prevenção Primária e aferir o que poderá ainda ser feito, alterado e melhorado  em 2004, o último ano da Estratégia definida pelo IDT, bem como lançar as primeiras pedras para a estratégia a implementar a partir de 2005.

Da avaliação feita pelos cerca de 75 técnicos do IDT presentes resultou que a implementação e desenvolvimento dos Planos Municipais de Prevenção – PMP – têm-se mostrado como o meio mais eficaz de Prevenção. Recorde-se que estes PMP surgiram no âmbito do Plano de Acção de Luta contra a Droga e Toxicodependências - Horizonte 2004 com o objectivo de concertar esforços entre o IDT, as Câmaras Municipais e a Sociedade Civil na partilha de responsabilidades na área da Prevenção Primária das Toxicodependências.

Neste momento estão em vigor 83 PMP ao longo de todo o País, e se o objectivo a médio prazo é abranger todos os Concelhos de Portugal, o que implica a celebração no total de 365 PMP) o ponto de ordem do momento é  aumentar a qualidade dos PMP já existentes e dos projectos que estes integram.

Isto porque, não obstante as maiores ou menores dificuldades de ordem financeiras que vão surgindo, pretende-se um alargamento sustentado da rede de Planos Municipais de Prevenção, com qualidade, num processo de avaliação, ponderação e correcção regular.

Entre os Protocolos a assinar de referir a particular importância daquele que em breve deverá ser celebrado com a Associação Nacional de Municípios.

Deste Encontro resultou ainda a necessidade de um maior número de técnicos a trabalhar na área da Prevenção Primária ao longo do País, uma vez que existem apenas cerca de 75 especialistas.

Neste sentido, e uma vez que devido ao “freio financeiro” que se vive é de momento impossível a contratação ou requisição de novos técnicos, conjecturou-se uma articulação mais próxima com outros técnicos do Ministério da Saúde que não sendo da estutura do IDT trabalham no terreno na área da sáude com a comunidade, escolas, população e meio laboral.

Neste I Encontro participaram como convidados alguns técnicos do Ministério da Saúde que integraram os Grupos de Trabalhos Regionais do IDT de forma a que de futuro, no terreno, exista um funcionamento em rede entre os técnicos do IDT e os técnicos da saúde. Este intercâmbio será em breve alargado a um sistema de rede de cooperação nacional.

Também na reunião de trabalho ficou manifesta a vontade dos técnicos na realização por parte do IDT de novas e mais acções de formação internas e externas, e de acções e-learning para potenciar a resposta à distância aos problemas da Prevenção Primária. E para 2004 ficou o desejo de o II Encontro Nacional de Técnicos realizar-se fora de Lisboa, numa óptica de descentralização. 1 data 16-12-2003 16:11:44 127239104 sim sim