p3 Prevenção Pode entender-se por Prevenção Primária qualquer intervenção destinada a evitar que um determinado fenómeno ocorra. No caso da Prevenção Primária das toxicodependências, trata-se de evitar o uso / abuso de drogas. Na prática, quando se pretende intervir num determinado contexto, isto é pouco mais do que o «pano de fundo» para a intervenção. De facto, a prevenção dos consumos de drogas não pode ser isolada de um conjunto de áreas de intervenção do âmbito da promoção da saúde e do desenvolvimento social e comunitário. Antes de mais, é importante conhecer a realidade do meio para perceber as causas ou factores que possam levar ao tal uso / abuso de drogas e a outros comportamentos de risco; compreender a sua importância relativa; definir objectivos concretos e se possível mensuráveis para alterar uma situação; contar com todos os recursos locais para levar a cabo as actividades programadas; avaliar o processo e os resultados obtidos. Mas este caminho deverá ser partilhado por todos aqueles que directa ou indirectamente intervêm localmente – e muitas vezes nesse processo é fácil perceber que há muitas áreas de intervenção que só podem beneficiar com a partilha de recursos e saberes e do empenhamento e participação dos afinal principais interessados – os cidadãos.

De um modo geral pode dizer-se que a intervenção em Prevenção Primária visa: A prevenção primária deverá ser assumida como uma responsabilidade do conjunto da sociedade, dos poderes públicos, das associações privadas, da comunidade escolar, das famílias, das empresas e dos meios de comunicação numa competência partilhada. Nunca será demais referir a importância do empenhamento dos serviços de saúde locais. Com uma lógica de promoção da saúde muito poderão contribuir para alargar o âmbito da intervenção. As autarquias, que têm um papel fundamental na definição e concretização das políticas sociais, contribuem, sem dúvida alguma, para a construção de uma sociedade em que as comunidades sejam mais saudáveis, tomando em mãos a manutenção e a melhoria do bem-estar e do bem-ser dos seus habitantes. Com a incontornável participação de todos estes actores sociais transformar-nos-emos em cidadãos cada vez mais responsáveis pelo nosso próprio destino. 3 numero 04-12-2002 00:00:00 94003200 sim sim [Perfis]